Bom dia, hoje é Sexta, 21 de Setembro de 2018. Clique Aqui para login.
Indicator_red
Tragédia no desaparecimento do Museu Nacional do Brasil.

      

(fonte: Reuters/Ricardo Moraes)

A Sociedade Geológica de Portugal acabou de tomar posição, face a um comunicado emitido pela Sociedade Brasileira de Geologia, relativamente à tragédia que acabou de se abater sobre a História da Cultura do País Irmão, designadamente a sua História Natural (Flora, Fauna, Geologia e Paleontologia), Etnográfica e Arqueológia. Segue-se a missiva enviada aos nossos colegas e, em baixo, com a devida vénia, o Comunicado da SBG.

Caros Colegas, caros Irmãos, caros Amigos,
Em nome da Sociedade Geológica de Portugal quero exprimir o nosso profundo pesar pela tragédia que hoje se abateu sobre o História e o Património Cultural do Brasil, com consequências irreperáveis para o futuro. Há, dramaticamente, património que se perde para todo o sempre, património que apenas alguns (muitos certamente) bafejados pela sorte de terem visto, de terem conhecido, de terem estudado, de terem visitado todo aquele acervo, poderão guardá-lo na sua memória. Mas boa parte da geração actual e, inevitavelmente as futuras, malogradamente nunca poderão dele fruir, conhecendo melhor a evolução de um dos maiores países do Mundo, na Grandeza, na História, no Povo, o nosso querido Brasil.
Também Portugal fica mais pobre, perde muito da sua História do tempo da Epopeia das Descobertas; também o Humanidade perde um pedaço importante de si própria.
Não podíamos, pois, deixar de exprimir a nossa total solidariedade para com o Brasil, subscrever o magnífico comunicado da Sociedade Irmã - a SBG - e pedir-vos para transmitirem a quem tem dedicado as suas vidas ao Museu Nacional que, na medida do possível, também podem contar connosco.
Um forte abraço aqui de Portugal,
José Carlos Kullberg
Presidente da Direcção da Sociedade Geológica de Portugal

Introduzido por: WebMaster em 2018-09-03 21:09:14

Portugal nas Olimpíadas Internacionais de Geociências (IESO 2018) na Tailândia.
Ieso-logo

Estão neste momento a decorrer na Tailândia (8 a 17 de Agosto) as 12ªs International Earth Science Olympiads (https://ieso2018.posn.or.th/), nas quais Portugal se encontra representado pelas três estudantes que ficaram classificadas nos lugares do pódio na Final das Olimpíadas Portuguesas de Geologia, realizadas em maio passado no Centro Ciência Viva de Estremoz, a saber:

1ª - Ana Carolina Fagundes da Escola Secundária Vitorino Nemésio (Terceira, Região Autónoma dos Açores) (ao centro na foto)

2ª - Ana Cristina Costa da Escola Secundária D. Afonso Henriques (Santo Tirso) (à direita)

3ª - Madalena Gomes Filipe, Salesianos de Lisboa (à esquerda)

As representantes portuguesas vão acompanhadas, como estipula o Regulamento das provas, por dois mentores, o Dr. Álvaro Pinto, investigador da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e Jorge Ferreira, Professor do Quadro da Escola Secundária Fernando Lopes Graça, Agrupamento de Escolas da Parede; da comitiva portuguesa fazem ainda parte duas observadores, que se deslocaram a expensas próprias, sendo da responsabilidade da Sociedade Geológica de Portugal os custos da deslocação do cinco elementos efectivos, já referidos.

Neste evento, onde o mais importante é participar num espírito são de competição, como o fundador dos Jogos Olímpicos da era moderna, Barão Pierre de Coubertin, tão bem soube incutir nas suas versões originais amadoras, as nossas brilhantes representantes têm dado o melhor de si, com grande entusiasmo e empenhamento. Elas sabem que será importante trazer algum prémio para Portugal, mas também estão cientes das dificuldades que as esperam, decorrentes de um programa das IESO que é muito mais abrangente do que o programa da disciplina de Biologia e Geologia (10º e 11º  anos) que lhes dá o principal suporte de conhecimentos para a competição.

O convívio entre os jovens participantes oriundos de todos os continentes é notável, mas o número crescente de concorrentes aumenta a competitividade e a dificuldade na conquista de medalhas ... o que não é o principal, como referimos ... mas é sempre bom obtê-las ...

De seguida (ver página seguinte) apresentamos uma reportagem fotográfica sobre a evolução da estada da equipa portuguesa, desde a sua chegada às "terras do antigo Reino do Sião".

(agradecimento especial aos mentores que nos mantêm a par dos acontecimentos e nos fornecem fotografias actualizadas)

Introduzido por: WebMaster em 2018-08-15 19:08:37

X Congresso Nacional de Geologia nos Açores.
Nffffff-0

 

O X Congresso Nacional de Geologia, o maior e mais antigo evento de Geologia em Portugal, realizar-se-á nos dias 10 a 13 de Julho de 2018 em Ponta Delgada, Região Autónoma dos Açores. A instituição de acolhimento é o Instituto de Investigação em Vulcanologia e Avaliação de Riscos (IVAR), cuja candidatura foi aprovada pelos sócios da SGP, em Julho de 2014, por ocasião do IX CNG no Porto, sob o tema “Compromisso de geologia para o desenvolvimento global”. A Comissão organizadora do Congresso é constituído por representantes da instituição local e dois elementos em representação da Sociedade Geológica de Portugal.
O site oficial encontra-se em https://www.skyros-congressos.pt/xcng/, onde se encontram toda a informação necessária aos interessados. A Direcção da SGP convida todos os seus associados a aderirem a este evento bem como toda a comunidade científica na área das Geociências; endereça também um convite muito especial a todos os jovens investigadores, estudantes de todos os 3 ciclos de formação superior para quem, muitas vezes, estes eventos constituem a primeira oportunidade de apresentação dos seus resultados de investigação. Há diversos incentivos, do ponto de vista financeiro, para os jovens estudantes, especialmente do 2º e 3º ciclo, um dos quais, muito relevante, contamos anunciar muito em breve, através do site oficial.
À semelhança do que se passou no último Congresso, as comunicações aceites, em formato de short paper, serão publicadas em revista indexada na Scopus, no caso as Comunicações Geológicas do laboratório Nacional de Energia e Geologia, com quem a Comissão Organizadora chegou já a a acordo para a publicação de um número especial dedicado ao acontecimento científico.
É também missão da SGP, através da sua Direcção, abrir candidaturas para a organização do próximo Congresso Nacional que, como todos sabemos tem a periodicidade de 4 anos, pelo que todas as instituições nacionais do Ensino Superior, responsáveis pela formação e/ou investigação na área das Geociências receberão um convite formal, com as condições para a de apresentação de candidatura.
Vamos fazer deste Congresso mais um momento alto da Geologia Portuguesa, através de uma participação maciça, de alta qualidade, que constitua mais um exemplo para mostrarmos a importância das Geociências na Sociedade Actual. E que melhor espaço para o fazer do que o arquipélago dos Açores que são um exemplo activo, de excelência, para que este desígnio possa ser cumprido?
Sejam todo(a)s bem-vindo(a)s !

Site do Congresso: https://www.skyros-congressos.pt/xcng/

Introduzido por: WebMaster em 2017-12-27 11:12:27

Apoio: Fct     Membro de: Aegs Dgeg Logo_iageth Logo_inqua Iugs_logo